Publicado por: Paulo Fragoso | 09/10/2008

Gelatina

O mundo treme mas não pára. Hoje em dia treme por dois motivos: por tudo e por nada! São como que sismos à superfície com a diferença de que estes não atingem apenas e só uma determinada zona do planeta. É global, e embora para estes possa haver solução, o que é certo é que tardam em surgir resoluções concretas. Há sempre interessados na instabilidade, há sempre quem lucre muito mais com isso. E são, não raras vezes, mais poderosos do que aqueles que tudo fazem pela estabilidade. O mundo treme. Hoje é o petróleo que sobe porque se entupiu uma torneira algures na Nigéria ou um passarinho fez cócó na cabeça do responsável por encher mais um barril e por isso já não o fez. Tudo serve de desculpa. O mundo treme e é também culpa daquela casa de papelão no meio do deserto algures no Texas que não se vende e quem paga por isso? o resto do mundo! É um qualquer banco que antes de falir tenta levar tudo e todos consigo, qual Titanic. O mundo treme…mas os portugueses tremem ainda mais. Até nisto somos diferentes. Ao primeiro cheiro de crise temos a mania de baixar ainda mais os braços. “Venham acudir-nos, que daqui não mexo uma palha!”, é o que mais se ouve. Ter a  iniciativa de ao menos tentar sair por cima é quase nula. Agarramo-nos ao mastro para não nos afogarmos. E trememos Somos pequeninos, dirão alguns. Pois sim. Mas mais alguém tem Fado, Fátima e Futebol como nós? (sim, até no futebol de bastidores somos diferentes, temos Apito e Dourado!) Só não queremos é ser lixados com mais algum F grande. O mundo treme. Até quando?

Anúncios

Responses

  1. Até quando? O Mundo vai tremer sempre enquanto existirem os que o fazem tremer simplesmente porque lhes dá jeito, porque lhes dá mais-valias, porque não sabem o que fazem (sabem!), porque têm de apresentar “trabalho”… Os outros, sejam eles quem forem excepto os familiares, amigos, sócios, comparsas e afins, que se lixem. Os tais outros somos nós e é mesmo com F grande!

  2. Cota, curti o F grande. Dá enfase ao texto ehehehe
    Acho q estás a ser péssimista. Senão vejamos, apitos dourados não é só “glória” nossa, há outros países q tb o teem. E a crise, embora nos vá atingir e bem(aliás já está por cima das nossas cabeças)começou por deitar por terra outros países. Cá, por ex, a banca não ruiu.
    Pode ser que aquela experiência que estão a fazer da simulação do buraco negro nos varra entretanto. eheh kiss

  3. Até quando???
    Até todos quisermos que ele trema, que tal começar por nós mesmos, deixarmos de “tremer”, não ajudamos o vizinho do lado porque se calhar parece mal e ele pode levar a mal, mas e, se é isso que ele espera de nós “ajuda”. Não falamos com quem toma café ao nosso lado, ao menos um bom-dia, e a seguir mais umas palavras, porque não? Se calhar aquele café solitário deixa-nos com um sorriso nos lábios…se a menina da lavandaria tem uma tosse daquelas e se queixa que entra às 8 e sai às 8, porque não dar-mos um saltinho à farmácia e dar-lhe o “milagroso” bissolvon comprimidos. Parece, tudo tão simples para nós, mas é tão importante para os que recebem. Tudo será mais sereno e menos tremeliques. Eu sei o que digo, porque o faço…YES WE CAN


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: